Disciplinas

EAC0106 - Contabilidade Introdutória

Objetivos:
APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA:
A disciplina objetiva introduzir os alunos no conhecimento fundamental da Contabilidade, formando a base conceitual necessária para a adequada formação contábil e demonstrando a representação dos efeitos dos diversos eventos realizados por uma entidade em sua estrutura patrimonial e performance financeira, a fim de proporcionar uma visão prática da ciência contábil. Para atingir esses objetivos, são apresentados os conceitos e fundamentos da Contabilidade e desenvolvidas as habilidades e atitudes necessárias para a elaboração e entendimento das demonstrações contábeis.

OBJETIVOS DE APRENDIZAGEM:
Espera-se que, ao final da disciplina, os alunos estejam aptos a:
1. Aplicar princípios, fundamentos, conceitos e definições da Estrutura Conceitual da Contabilidade a determinadas transações e outros eventos de natureza introdutória.
2. Aplicar os Padrões Contábeis adotados no Brasil e os Padrões Internacionais de Relatórios Financeiros (IFRS) estudados nesta disciplina a determinadas transações e outros eventos.
3. Preparar as demonstrações financeiras individuais de acordo com Padrões Contábeis Geralmente Aceitos no Brasil e os Padrões Internacionais de Relatórios Financeiros (IFRS): Balanço Patrimonial, Demonstração do Resultado do Exercício e Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido.

Créditos Aula: 8

Créditos Trabalho: 0

Program:
1. INTRODUÇÃO À CONTABILIDADE FINANCEIRA
1.1. O que é Contabilidade?
1.2. Demanda e Oferta da Informação Contábil
1.3. Conceitos Econômicos Fundamentais
1.4. Principais Demonstrações Financeiras: Visão Geral
1.5. Estrutura Conceitual Básica da Contabilidade

2. BALANÇO PATRIMONIAL
2.1. Conceitos Fundamentais de Ativo, Passivo e Patrimônio Líquido
2.2. Objetivos e Estrutura do Balanço Patrimonial
2.3. Alterações dos Elementos Patrimoniais
2.4. O Processo de Registro Contábil dos Ativos, Passivos e Patrimônio Líquido

3. DEMONSTRAÇÃO DE RESULTADO
3.1. Conceitos Fundamentais de Receitas e Despesas
3.2. Objetivos e Estrutura da Demonstração de Resultado
3.3. O Regime de Competência
3.4. O Processo de Registro Contábil

4. DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO
4.1. Conceitos Fundamentais do Patrimônio Líquido e sua Composição
4.2. Destinação do Lucro: Retenção (Reservas de Lucros) e Distribuição de Dividendos
4.3. Objetivos e Estrutura da Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido

5. ESTOQUES
5.1. Conceitos Fundamentais
5.2. Reconhecimento e Mensuração dos Estoques
5.3. Formas de Controle dos Estoques
5.4. Apuração e Contabilização do Custo das Mercadorias Vendidas (CMV)
5.5. Alterações de valores de compra e venda: tratamento e contabilização

6. CONTAS A RECEBER
6.1. Conceitos Básicos
6.2. Reconhecimento e Mensuração das Contas a Receber
6.3. Apuração e Contabilização das Perdas Estimadas com Créditos de Liquidação Duvidosa (PECLD)

7. PROVISÕES E CONTINGÊNCIAS
7.1. Conceitos Básicos
7.2. Critérios para o Reconhecimento das Provisões
7.3. Mensuração e Divulgação das Provisões e Contingências

8. OPERAÇÕES FINANCEIRAS
8.1. Conceitos Básicos e Classificações das Operações Financeiras Ativas e Passivas
8.2. Mensuração e Contabilização das Operações Financeiras Ativas
8.3. Mensuração e Contabilização das Operações Financeiras Passivas

9. INVESTIMENTOS
9.1. Conceitos Básicos dos Investimentos Classificados no Ativo Não Circulante
9.2. Métodos de Avaliação de Participações Societárias em Outras Companhias

10. ATIVO IMOBILIZADO
10.1. Conceitos Básicos
10.2. Reconhecimento e Mensuração Inicial do Ativo Imobilizado
10.3. Mensuração Subsequente do Ativo Imobilizado
10.4. Depreciação: conceito, critérios de cálculo e contabilização
10.5. Gastos Adicionais e Baixa do Ativo Imobilizado

11. ARRENDAMENTOS
11.1. Conceitos Básicos
11.2. Evolução das Normas Contábeis sobre Arrendamentos
11.3. Contabilização das Operações de Arrendamentos

12. ATIVO INTANGÍVEL
10.1. Conceitos Básicos
10.2. Reconhecimento e Mensuração Inicial do Ativo Intangível
10.3. Mensuração Subsequente do Ativo Intangível
10.4. Amortização: conceito, critérios de cálculo e contabilização
10.5. Baixa do Ativo Intangível

13. RECUPERABILIDADE DE ATIVOS (TESTE DE “IMPAIRMENT”)
13.1. Conceitos Básicos
13.2. Indicadores Externos e Internos para a Realização do Teste de Impairment
13.3. Mensuração do Valor Recuperável do Ativo
13.4. Contabilização das Perdas e Reversões de Perdas por Impairment

EAC0110 - Contabilidade e Análise de Balanço

Objetivos:
Introduzir os alunos do curso de Economia nos conhecimentos básicos da contabilidade geral e de custos, dando ênfase à interpretação e análise dos relatórios contábeis. A finalidade é tratar o estudante como um usuário da contabilidade que está interessado em participar do processo decisório tomando por base os relatórios contábeis.

Créditos Aula: 4

Créditos Trabalho: 0

Program:
1. Conceitos básicos de contabilidade.
2. Relatórios contábeis e estática patrimonial
3.A identificação da empresa
4. As fontes de recursos das empresas
5. Análise de ações
6. Balanço patrimonial
7. Outras demonstrações contábeis
8. Introdução á inflação nas empresas
9. Introdução à contabilidade de custos
10. Análise de balanços

EAC0111 - Fundamentos de Contabilidade

Objetivos:
Introduzir os alunos no conhecimento de conceitos básicos de Contabilidade. O objetivo é tratar o estudante como um usuário da contabilidade que está interessado em participar do processo decisório tomando por base os relatórios contábeis.

Créditos Aula: 4

Créditos Trabalho: 0

Program:
1. Ambiente da Contabilidade
1.1 A empresa e seu meio ambiente. A empresa como um sistema aberto. As interações da empresa com o mercado. As fontes de financiamento e as possibilidades de aplicação de recursos das empresas. A função da Contabilidade. A representação contábil da empresa. Os relatórios contábeis. 1.2 A Contabilidade como linguagem padrão dos negócios e como instrumento de gestão empresarial. • A Contabilidade Societária e a Contabilidade Gerencial.
1.3 A nova estrutura contábil de acordo com as normas internacionais (IFRS) e a Lei 11.638/07. Estrutura conceitual da Contabilidade.
2. Demonstrações Contábeis
2.1 O Balanço Patrimonial – conceito de Ativo, Passivo, PL.
2.2 A Demonstração do Resultado do Exercício – conceitos de Receitas e Despesas.
2.3 A Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido – destinação dos lucros.
2.4 A Demonstração dos Fluxos de Caixa – método direto e indireto. DFC x DRE.
2.5 A Demonstração do Valor Adicionado – conceito de riqueza medido pela Contabilidade.

EAC0112 - Introdução à Atuaria

Objetivos:
Esta é uma disciplina de caráter introdutório. Seu objetivo é apresentar aos alunos ingressantes as principais áreas das Ciências Atuariais e o campo de atuação do atuário. Na parte inicial é feita a apresentação de conceitos básicos referentes à questão do risco. Essa é a base para que sejam estudados o gerenciamento de riscos e os seguros. Posteriormente, é feita uma série de palestras de atuários, estatísticos e profissionais das áreas em que atuários atuam. O cronograma das palestras é definido de forma que no início sejam abordados temas mais gerais e, à medida que a disciplina evolui, sejam expostos temas de caráter mais específico. Espera-se que ao final da disciplina, os ingressantes tenham uma compreensão mais precisa sobre as atribuições e as perspectivas profissionais e acadêmicas do atuário no Brasil e em outros países.

Créditos Aula: 2

Créditos Trabalho: 0

Program:
1. Risco – Características fundamentais
2. O atuário: visão geral, oportunidades e responsabilidades
3. Auditoria e Consultoria
4. Modelagem estatística
5. Carreira digital em seguros
6. Demografia
7. Risco de crédito
8. Resseguro & carreira internacional
9. Perspectivas internacionais: estudando fora do Brasil

EAC0113 - Contabilidade de Instituições Seguradoras e de Previdência Complementar

Objetivos:
Fornecer ao aluno instrumental técnico e conceitual necessário para a contabilização e análise das
demonstrações financeiras das instituições seguradoras e de previdência complementar. Ao final do
curso, o aluno deverá conhecer as formas de contabilização e os principais indicadores econômicos,
financeiros e atuariais relativos a essas instituições e que possibilitem uma análise mais adequada da
situação econômica, financeira e atuarial dessas entidades.

Créditos Aula: 4

Créditos Trabalho: 0

Program:
1. Introdução.
2. A contabilidade de seguradoras e de entidades abertas de previdência complementar (EAPC):
planos de contas, procedimentos e práticas contábeis aceitas.
• Plano de contas e a dinâmica contábil das entidades seguradoras e de previdência complementar
aberta.
• Registro dos principais eventos e transações contábeis das entidades seguradoras e de previdência
complementar aberta.
• A apuração do resultado das entidades seguradoras e de previdência complementar aberta.
• Principais impostos incidentes sobre as operações das empresas seguradoras e de previdência
complementar aberta: contabilização e registro.
• Contabilização de cosseguro, resseguro e retrocessão.
3. As provisões técnicas e as normas prudenciais.
• O cálculo de capital mínimo e sua relação com o patrimônio líquido ajustado e Solvência II.
• O cálculo do limite de retenção dos riscos e sua relação com os riscos que podem ser subscritos.
• Contabilização das principais provisões técnicas.
• Os ativos garantidores e suas principais regras.
• Elaboração do teste de adequação de passivos (TAP).
4. A contabilidade das entidades fechadas de previdência complementar (EFPC): planos de contas,
procedimentos e práticas contábeis aceitas:.
• Plano de contas e a dinâmica contábil das entidades fechadas de previdência complementar.
• As demonstrações obrigatórias.
• O conceito de patrimônio social.
• As principais provisões técnicas e sua relação com o equilíbrio técnico das entidades fechadas de
previdência complementar.
• O ativo líquido e a gestão das obrigações atuariais e do patrimônio de cobertura.
6. Principais técnicas para a avaliação econômica e financeira das entidades de seguro e de
previdência complementar.

EAC0114 - Contabilidade em Moeda Constante

Objetivos:
APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA:
Essa disciplina tem como objetivo a discussão e o aprofundamento dos conhecimentos dos alunos no que se refere às demonstrações em moeda constante. Inflação e variações cambiais podem distorcer de forma bastante relevante o real significado das informações que são apresentadas nas demonstrações contábeis.

OBJETIVOS DE APRENDIZAGEM:
Apresentar e demonstrar aos participantes da disciplina os reflexos dos efeitos que tanto a inflação quanto as variações cambiais podem provocar nas diversas demonstrações contábeis. Ao aluno será oferecida a oportunidade de identificar e, principalmente, compreender que, mesmo com taxas de inflação, ou variações cambiais, que possam ser consideradas baixas por muitos, ainda assim no médio e longo prazos seus efeitos são bastante perniciosos para o bom entendimento das demonstrações contábeis.

Espera-se que, ao final da disciplina, os alunos estejam aptos a:
1. Entender os efeitos da perda de poder aquisitivo da moeda.
2. Identificar as diferenças entre variações nominais e variações reais.
3. Avaliar e distinguir o que são despesas financeiras reais.
4. Avaliar e distinguir o que são receitas financeiras reais.
5. Compreender o que são ganhos e perdas em ativos e passivos monetários.
7. Identificar e entender o que significa capital monetário e capital físico.
8. Elaborar demonstrações contábeis em moeda de poder aquisitivo constante.
9. Entender a diferença entre moeda funcional, moeda local e moeda de apresentação.
10. Reconhecer e mensurar transações em moeda estrangeira e participações societárias no exterior.
11. Realizar o processo de conversão das demonstrações contábeis.
12. Entender o que são ganhos e perdas na conversão das demonstrações contábeis.
13. Avaliar de forma consistente as diferenças de resultado em moeda nacional e moeda estrangeira.

Créditos Aula: 4

Créditos Trabalho: 0

Program:
1. HISTÓRICO DA INFLAÇÃO NO BRASIL, DESENVOLVIMENTO DOS MODELOS DE CORREÇÃO MONETÁRIA DE BALANÇOS (CMB) E CORREÇÃO MONETÁRIA INTEGRAL (CMI)
1.1 Como a inflação afeta a empresa e suas informações.
1.2 Caracterização de itens monetários (puros e impuros) e não monetários
1.3 Cálculo de ganhos e perdas em itens monetários
1.4 Cálculo de receitas e despesas financeiras reais
1.5 Ajuste a valor presente de ativos e passivos monetários.
1.6 Modelo de Correção Monetária de Balanços (CMB).
1.7 Modelo de Correção Monetária Integral (CMI).
1.8 Reflexos nos tributos sobre os resultados.
1.9 Análise do Pronunciamento Técnico CPC 42 – Contabilidade em Economia Hiperinflacionária (IAS 29 – Financial Reporting in Hyperinflationary Economies).

2.CONVERSÃO DE DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS PARA MOEDA DE APRESENTAÇÃO
2.1 Moeda funcional, moeda de apresentação, moeda local e moeda estrangeira.
2.2 Reconhecimento e mensuração de transações em moeda estrangeira.
2.3 Avaliação de investimentos no exterior.
2.4 Métodos de conversão de demonstrações contábeis.
2.5 Ajuste Acumulado de Conversão.
2.6 Análise do Pronunciamento Técnico CPC 02 – Efeito das Mudanças nas Taxas de Câmbio e Conversão de Demonstrações Contábeis.

EAC0115 - Teoria da Contabilidade Financeira

Objetivos:
APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA:
Apresentar os principais conceitos relacionados à Teoria da Contabilidade Financeira de modo a demonstrar suas aplicações em casos práticos e situações reais.

OBJETIVOS DE APRENDIZAGEM:
Espera-se que, ao final da disciplina, os alunos estejam aptos a:
1. Discutir questões conceituais e práticas no campo do conhecimento e aplicação da Teoria da Contabilidade Financeira.
2. Pensar criticamente sobre assuntos contábeis, reconhecendo as diversas opções metodológicas para o estudo da Contabilidade Financeira; e
3. Aperfeiçoar as condições para a elaboração de projetos de pesquisa, em complemento às competências e habilidades adquiridas na disciplina de Metodologia da Pesquisa Aplicada à Contabilidade.

Créditos Aula: 4

Créditos Trabalho: 0

Program:
1. INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA TEORIA DA CONTABILIDADE
• O conhecimento científico e o papel da teoria
• Conhecimento científico e suas especificidades; teoria, modelos, hipóteses e conceitos
• Introdução à pesquisa e investigação científica em contabilidade
Leitura: MT, caps.2 e 3; LM, cap 1, FBC, Caps 1 e 3.

2. MICRO FUNDAMENTOS: OS CONCEITOS FUNDAMENTAIS PARA A TEORIA DA CONTABILIDADE
• Conflito de agência, Governança Corporativa e Auditoria (SIL, NC/GOB 2, LM, cap. 2)
• Assimetria de informações (SW, cap. 14; LM, cap 2)
• Contabilidade como instrumento de implementação e observância de contratos: teoria contratual da firma (Sunder, cap.2; LM, cap. 2)
Leitura: LM, cap 2; SW, cap. 14; Sunder, cap.2, SIL, NC/GOB , LO, cap 3.

3. ESTRUTURA CONCEITUAL DAS IFRS E O NÚCLEO FUNDAMENTAL DA TEORIA NORMATIVA DA CONTABILIDADE
• Estrutura conceitual da contabilidade nova:
o Objetivo da informação financeira;
o Usuários da informação financeira de propósito geral;
o Regime de competência e o conteúdo informativo das 'accruals';
o Características qualitativas da informação Elementos fundamentais da informação financeira: Ativo; Passivo; Patrimônio Líquido; Receitas/ganhos, Despesas/perdas.
Leitura: Estrutura Conceitual IASB (EC); Bases para Conclusão da Estrutura Conceitual IASB (EC BC); IUDÍCIBUS, Unidade II (O Núcleo Fundamental da Teoria Contábil: ativo, passivo, receitas, despesas, perdas, ganhos e PL).

4. COMPREENDENDO A INFORMAÇÃO FINANCEIRA A PARTIR DA ESTRUTURA CONCEITUAL
• Estudo de caso Open Safari (WT).

EAC0116 - International Management and Business in Brazil

Objetivos:

Créditos Aula: 4

Créditos Trabalho: 0

Program:

EAC0117 - Os 17 ODS e as Escolas de Negócios

Objetivos:
APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA:
Esta disciplina tem por objetivo discutir o papel das escolas de negócios e as principais agendas mundiais para o desenvolvimento sustentável, com destaque para a Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas (ONU) e os seus 17 objetivos do desenvolvimento sustentável (ODS).

OBJETIVOS DE APRENDIZAGEM:
Ao final da disciplina espera-se que os alunos desenvolvam capacidade crítica e construtiva para tratar dos grandes desafios deste século, como: pobreza, fome, bem-estar, educação, gênero, água e saneamento, energia, trabalho, inovação, consumo sustentável, águas mares e oceanos, mudanças climáticas, ecossistemas, sociedades pacíficas e parcerias para o desenvolvimento sustentável.

Créditos Aula: 2

Créditos Trabalho: 0

Program:
1. AS PRINCIPAIS AGENDAS MUNDIAIS RELACIONADAS COM O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL.
• Cem conceitos sobre meio ambiente
• Cem conceitos sobre ODS
• Os antigos Objetivos do Milênio (ODM) e a sucessão para os 17 ODS
• Laudatu Si – encíclica papal 298 (2015)
• The imperative to Act – Blue Planet Prize (2012)
• Carta da Terra (1987/1992)
• Felicidade Interna Bruta (1972)
• Stern Review (2006) e EMCB (2009)
• Outros (protocolo de Kyoto e acordo de Paris, Projeto Millennium, Claude Henry, Al Gore, The Future We Want, o 18º ODS etc.)

2. BALANÇO CONTÁBIL DAS NAÇÕES (BCN) E A PEGADA ECOLÓGICA.
• BCN do planeta
• BCN do Brasil e de seus estados
• Cálculo da pegada ecológica

3. A AGENDA 2030 DA ONU E OS 17 OBJETIVOS DO DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL
• Como ler e interpretar uma agenda mundial, princípios e orientações básicas, os 17 ODS e as 169 metas, indicadores.
• ODS-1 erradicação da pobreza
• ODS-2 fome zero
• ODS-3 boa saúde e bem-estar
• ODS-4 educação de qualidade
• ODS-5 igualdade de gênero
• ODS-6 água limpa e saneamento
• ODS-7 energia acessível e limpa
• ODS-8 emprego digno e crescimento econômico
• ODS-9 indústria, inovação e infraestrutura
• ODS-10 redução das desigualdades
• ODS-11 cidades e comunidades sustentáveis
• ODS-12 consumo e produção sustentáveis
• ODS-13 combate às alterações climáticas
• ODS-14 vida debaixo d´água
• ODS-15 vida sobre a terra
• ODS-16 paz, justiça e instituições fortes
• ODS-17 parcerias em prol das metas

EAC0119 - Gestão Econômica de Empresas

Objetivos:
APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA:
A disciplina apresenta e discute conceitos teóricos e questões práticas da gestão econômica e do processo de tomada de decisões no âmbito empresarial, abordando os principais aspectos relacionados à identificação, mensuração e geração de informações econômicas de eventos, atividades, unidades de negócios e empresa. Além de apresentar e discutir conceitos teóricos, procura-se demonstrar a sua aplicação prática ao processo decisório das empresas por meio de exercícios e estudos de casos.


OBJETIVOS DE APRENDIZAGEM:
A disciplina busca capacitar os alunos no que diz respeito à compreensão dos aspectos conceituais da gestão econômica e sua aplicação ao processo de tomada de decisões no âmbito empresarial. Para tanto, oferece uma visão abrangente sobre os principais temas da gestão econômica, proporcionando qualificação conceitual e prática no sentido do entendimento e desenvolvimento de sistemas de informações para identificação, mensuração e geração de informações econômicas de eventos, atividades, unidades de negócios e da empresa como um todo. Espera-se que, ao final do curso, os alunos estejam aptos a:
1. Entender e caracterizar a empresa e os subsistemas empresariais sob a ótica sistêmica;
2. Entender o conceito de resultado econômico e os principais aspectos relacionados à sua mensuração;
3. Entender o papel, as funções e as principais atividades e responsabilidades da controladoria sob o enfoque da gestão econômica;
4. Descrever e caracterizar o processo de gestão empresarial e cada uma das etapas que o compõem;
5. Entender a estrutura conceitual do sistema de informações de gestão econômica;
6. Aplicar os conceitos econômicos na mensuração dos resultados de eventos, atividades, áreas de negócios e empresa;
7. Aplicar os conceitos econômicos na mensuração dos resultados de investimentos;
8. Analisar as variações orçamentárias no contexto da avaliação de desempenho econômico.

Créditos Aula: 4

Créditos Trabalho: 0

Program:
1. VISÃO SISTÊMICA DA EMPRESA E DOS SUBSISTEMAS EMPRESARIAIS
1.1. A empresa como um sistema aberto e dinâmico
1.2. Eficiência, eficácia e continuidade
1.3. Subsistemas empresariais: institucional, social, organizacional, físico-operacional, de gestão e informações

2. CONCEITUAÇÃO DO RESULTADO ECONÔMICO
2.1. Eficácia e resultado econômico
2.2. Mensuração econômica de ativos, passivos e patrimônio líquido

3. MISSÃO E FUNÇÕES DA CONTROLADORIA SOB A ÓTICA DA GESTÃO ECONÔMICA
3.1. Missão da controladoria
3.2. Funções, atividades e responsabilidades
3.3. Filosofia de atuação

4. PROCESSO DE GESTÃO EMPRESARIAL
4.1. Planejamento estratégico
4.2. Pré-planejamento operacional
4.3. Planejamento operacional de longo, médio e curto prazos
4.4. Execução
4.5. Controle

5. ESTRUTURA CONCEITUAL DO SISTEMA DE INFORMAÇÕES DE GESTÃO ECONÔMICA
5.1. Sistema de informações sobre variáveis ambientais; sistema de simulação; sistema orçamentário; sistema de mensuração do realizado; sistema de avaliação de desempenhos
5.2. Modelos de decisão; mensuração; identificação e acumulação; informação

6. MENSURAÇÃO ECONÔMICA DO RESULTADO DE EVENTOS
6.1. Eventos pontuais e tempo-conjunturais
6.2. Margem operacional e margem financeira
6.3. Eventos de compras, estocagem, produção, vendas etc.

7. MENSURAÇÃO ECONÔMICA DE INVESTIMENTOS
7.1. Margem do investimento
7.2. Margem da aquisição
7.3. Margem do financiamento

8. AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO ECONÔMICO
8.1. Modelo orçamentário: orçamento original, orçamento corrigido, orçamento ajustado, realizado padrão e real
8.2. Análise de variações: inflação, ajustes de planos, volume, eficiência e total

EAC0120 - Auditoria de Sistemas de Informação

Objetivos:
APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA:
Fornecer aos alunos conhecimentos básicos sobre Auditoria e Controles de Sistemas de Informação, enfocando a estruturação e implementação de procedimentos de auditoria em ambientes informatizados segundo as normas internacionais ISACA/COBIT.
A necessidade do conhecimento das técnicas de Auditoria em Sistemas de Informação é devida ao crescente potencial da Tecnologia de Informação (TI) em provocar mudanças nas organizações e nas práticas de negócio. Como consequência, há a necessidade do estudo sobre o projeto de implementação de estruturas de controle interno e o desenvolvimento sistemático do processo de auditoria em todos os aspectos dos Sistemas e da Tecnologia de Informação.

OBJETIVOS DE APRENDIZAGEM:
Espera-se que, ao final da disciplina, as(os) estudantes estejam aptos a:
1. Estruturar e implementar de procedimentos de auditoria em ambientes informatizados.
2. Compreender e aplicar as normas internacionais ISACA/COBIT.
3. Compreender o processo de implementação de estruturas de controle interno.
4. Aplicar o desenvolvimento sistemático do processo de auditoria em todos os aspectos dos Sistemas e da Tecnologia de Informação

Créditos Aula: 2

Créditos Trabalho: 0

Program:
1. INTRODUÇÃO À AUDITORIA DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO
1.1 Visão geral da Auditoria de Sistemas de Informação
1.2 Atividades de uma Auditoria de Sistemas de Informação

2. GOVERNANÇA CORPORATIVA EM SISTEMAS E TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO
2.1 Controles da Alta Administração; no Desenvolvimento de Sistemas; em Programação; na Gestão de Dados; na Segurança; em Operações (TI); em Quality Assurance

3. ESTRUTURA DOS CONTROLES GERENCIAIS E OS CONTROLES EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO
3.1 Normas Nacionais e Internacionais em Auditoria de Sistemas
3.2 Principais Padrões para Auditoria - COBIT
3.3 Metodologia de Auditoria de Sistemas conforme as normas internacionais ISACA/COBIT
3.4 Papel do gestor, natureza das funções desempenhadas, importância, etc
3.5 Controles e segurança em Sistemas - Planos de Contingência em TI
3.6 Controles e auditoria em hardware e software

4. GESTÃO DA FUNÇÃO DE AUDITORIA DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO
4.1 Visão geral sobre desenvolvimento e gerenciamento de sistemas e programas
4.2 Palestras por Executivos da área de Auditoria de Sistemas.
4.3 Apresentações de Softwares para Auditoria de Sistemas

EAC0124 - Sistemas de Informações Empresariais (ERP)

Objetivos:
APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA:
Profissionais da área financeira são cada vez mais demandados pelas organizações para assumirem papéis e tomarem decisões que envolvem ambiente tecnológico e soluções digitais que se desenvolvem de forma rápida em ambiente extremamente dinâmico. Nesta disciplina um olhar mais dedicado é dado sobre os Sistemas de Informações Empresariais (ERP), seus usos e integrações no ambiente corporativo, benefícios e desafios de projetos de implantação e manutenção, bem como seu papel na elaboração de relatórios contábeis em atendimento às demandas internas e externas. Aplicações práticas são exploradas, com participação de convidados do mercado. Ambiente para fomentar o desenvolvimento de atitude e postura positiva e apreciativa ao papel da tecnologia e dos sistemas na profissão é claramente oferecido. A estratégia instrucional adotada esta pautada em visão mais ampla sobre os temas e suas relações com as organizações e o profissional da área financeira, prevendo oportunidades para discussões práticas e aplicações destes conceitos, conforme papel e visão mais atual dos ERP nas organizações.

OBJETIVOS DE APRENDIZAGEM:
Os participantes que concluírem exitosamente esta disciplina estarão aptos a:
1. Discutir conceitos, características estruturação e funcionamento de Sistemas de Informações Empresariais (ERP)
2. Descrever os módulos e funcionalidades dos componentes de um sistema ERP
3. Demonstrar benefícios e desafios relacionados à implantação dos sistemas ERP, bem como seus efeitos na organização
4. Comparar soluções tecnológicas comerciais de ERP
5. Operar módulos de sistemas ERP de soluções selecionadas
6. Preparar relatórios contábeis para fins de atendimento de demandas internas e externas
7. Adotar postura positiva e apreciativa em relação ao uso de tecnologias para otimização de Sistemas ERP

Créditos Aula: 2

Créditos Trabalho: 0

Program:
1. OS SISTEMAS ERP E OS PROFISSIONAIS
1.1. Competências requeridas,
1.2. Mercado profissional
1.3. Perfis de Tecnologia
1.4. Perfis de Negócio

2. SISTEMA ERP
2.1. Características
2.2. Usos e Funcionalidades
2.3. Influência nas Organizações

3. ERP NA NUVEM
3.1. Trade-off
3.2. Visão crítica para negócios
3.3. Visão crítica para tecnologia

4. IMPLANTAÇÃO DE SISTEMAS ERP
4.1. Desafios e Oportunidades
4.2. Casos de implantação
4.3. Metodologia
4.4. Melhores Práticas

5. INTEGRAÇÃO
5.1. Sistemas Operacionais
5.2. Sistemas Legados
5.3. Outras integrações
5.4. Automação

6. INFORMAÇÕES PARA GESTÃO, CONTROLE E USUÁRIOS EXTERNOS
6.1. Indicadores
6.2. Painéis
6.3. Relatórios
6.4. Informações e Tomada de Decisão
6.5. Informações para análise e para monitoramento

7. O MERCADO DE PROVEDORES DE SOLUÇÕES EMPRESARIAIS
7.1. Histórico e Principais provedores
7.2. Comparativo Atual

8. SISTEMAS EMPRESARIAIS E SPED

9. VIVÊNCIA COM SISTEMAS ERP
9.1. Solução selecionada para vivência específica (simulação, caso, jogo, etc.)

EAC0129 - Tópicos Avançados de Contabilidade Gerencial

Objetivos:
APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA:
Desenvolver as competências dos participantes relacionadas ao uso de informação contábil-gerencial para fins de mensuração e avaliação de desempenho de unidades organizacionais e gestores no ambiente organizacional.

OBJETIVOS DE APRENDIZAGEM:
Os objetivos específicos deste curso são o de prepará-lo para:
1. Contribuir para o desenvolvimento e execução de princípios de governança;
2. Contribuir para o desenvolvimento, implementação e análise da estratégia;
3. Mensurar e avaliar o desempenho de unidades organizacionais e de gestores; e
4. Contribuir para o desenho de esquemas de remuneração.

Créditos Aula: 4

Créditos Trabalho: 0

Program:
1. CONTABILIDADE GERENCIAL E GOVERNANÇA EMPRESARIAL
1.1 Governança Empresarial e Sistemas de Gestão de Desempenho
1.2 Informação de Contabilidade Gerencial para Planejamento e Controle

2. FORMULANDO E COMUNICANDO ESTRATÉGIAS
2.1 Análise Estratégica do Ambiente
2.2 Sistema de Valores e Proposição de Valor
2.3 Comunicando e Alinhando a Estratégia

3. ARQUITETURA ORGANIZACIONAL
3.1 Atribuição de Direitos de Decisão
3.2 Mensuração e Avaliação de Desempenho Divisional
3.3 Preço de Transferência
3.4 Mensuração e Avaliação de Desempenho Individual
3.5 Esquemas de Remuneração e Remuneração de Executivos

4. TÓPICOS ADICIONAIS

EAC0131 - Tópicos Contemporâneos de Auditoria

Objetivos:
APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA:
Esta disciplina tem como propósito apresentar temas relevantes e contemporâneos da teoria e prática da auditoria para estudantes interessados em buscar aprofundar seus conhecimentos nessa área da contabilidade com assuntos, discussões e desafios contemporâneos da auditoria.

OBJETIVOS DE APRENDIZAGEM:
A disciplina tem como objetivo propiciar por meio de um conteúdo contemporâneo e de abordagens modernas e atualizadas, abordar questões, discussões e aspectos contemporâneos da prática da auditoria no Brasil e no mundo. Os temas serão abordados considerando tanto sua dimensão conceitual quanto prática. Nesse contexto, espera-se que, ao final da disciplina, os alunos estejam aptos a:
1. Identificar questões relevantes no âmbito da prática da auditoria
2. Compreender as principais motivações das questões abordadas
3. Projetar as principais repercussões que se pode esperar na prática da auditoria decorrentes das questões abordadas
4. Analisar os impactos das questões discutidas sobre as diferentes partes interessadas nos processos de auditoria

Créditos Aula: 2

Créditos Trabalho: 0

Program:
1. PESQUISA ACADÊMICA EM AUDITORIA
1.1 Principais pesquisas recentes em auditoria
1.2 Principais limitações e questões não abordadas pela pesquisa atual
1.3 Possíveis direções e cenários futuros para a pesquisa científica em auditoria

2.PAPEL E RESPONSABILIDADES DOS AUDITORES
2.1 Tendências recentes de ampliação ou modificação do papel da auditoria
2.2 Regulação atual e possíveis direções

3. FERRAMENTAS DE AUDITORIA
3.1 Novas Tecnologias utilizadas no processo de auditoria
3.2 Novas Fontes de Evidências de Auditoria
3.3 Tendências tecnológicas e metodológicas no processo de auditoria
3.4. Cenários futuros possíveis

4. QUESTÕES CONTEMPORÂNEAS
4.1 Big Data, Data Analytics, Machine Learning, Inteligência Artificial
4.2 A fraude no trabalho do auditor e o trabalho forense
4.3 Cybersecurity
4.4. Criptomoedas
4.5 Transformação digital

EAC0153 - Contabilidade Aplicada ao Setor Público

Objetivos:
APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA:
A disciplina objetiva propiciar aos participantes o aprendizado relativo aos conceitos, definições, ferramentas e técnicas destinados à geração de informações contábeis para fins de tomada de decisão e accountability no âmbito das entidades do setor público brasileiro.


OBJETIVOS DE APRENDIZAGEM:
Espera-se que, ao final da disciplina, os participantes estejam aptos a:
1. Identificar características das entidades do setor público e das transações e eventos que a elas são típicos e que implicam em desafios quanto à normatização e implementação dos padrões contábeis.
2. Aplicar princípios, fundamentos, conceitos e definições da Estrutura Conceitual para Elaboração e Divulgação de Informação Contábil de Propósito Geral pelas Entidades do Setor Público.
3. Aplicar os padrões contábeis adotados no Brasil e as International Public Sector Accounting Standards (IPSAS) estudados nesta disciplina a determinadas transações e outros eventos.
4. Elaborar demonstrações contábeis de acordo com as normas brasileiras de contabilidade aplicadas ao setor público e com as International Public Sector Accounting Standards (IPSAS): Balanço Orçamentário, Balanço Financeiro, Balanço Patrimonial, Demonstração das Variações Patrimoniais e Demonstração dos Fluxos de Caixa.

Créditos Aula: 4

Créditos Trabalho: 0

Program:
1. CONTEXTO DA CONTABILIDADE APLICADA AO SETOR PÚBLICO
1.1 Setor Público X Setor Privado
1.2 Estado e Governo
1.3 Administração Pública
1.4 Especificidades da Contabilidade Aplicada ao Setor Público

2. ESTRUTURA CONCEITUAL PARA ELABORAÇÃO E DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÃO CONTÁBIL DE PROPÓSITO GERAL PELAS ENTIDADES DO SETOR PÚBLICO
2.1 Objetivos e Usuários
2.2 Elementos das Demonstrações Contábeis
2.3 Reconhecimento nas Demonstrações Contábeis
2.4 Mensuração de Ativos e Passivos

3. PROCESSO DE PLANEJAMENTO E ORÇAMENTO
3.1 Plano Plurianual
3.2 Lei de Diretrizes Orçamentárias
3.3 Lei Orçamentária Anual

4. RECEITAS E DESPESAS PÚBLICAS
4.1 Classificações das Receitas e Despesas Públicas
4.2 Estágios das Receitas e Despesas Públicas
4.3 Créditos Adicionais
4.4 Restos a Pagar

5. DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS APLICADAS AO SETOR PÚBLICO
5.1 Balanço Orçamentário
5.2 Balanço Financeiro
5.3 Balanço Patrimonial
5.4 Demonstração das Variações Patrimoniais
5.5 Demonstração dos Fluxos de Caixa

6. SISTEMA DE INFORMAÇÃO CONTÁBIL E O PLANO DE CONTAS APLICADO AO SETOR PÚBLICO
6.1 Subsistema de Informações Orçamentárias
6.2 Subsistema de Informações Patrimoniais
6.3 Subsistema de Informações de Controle

7. CONTABILIZAÇÃO DE TRANSAÇÕES TÍPICAS DAS ENTIDADES DO SETOR PÚBLICO
7.1 Transações decorrentes da execução orçamentária
7.2 Transações independentes da execução orçamentária